Seguidores

segunda-feira, 19 de março de 2012

Órion na Mitologia Grega



Órion (Grego Ωρίων ou Ωαρίων, Latin Órion), o gigante caçador que Zeus colocou entre as estrelas como a constelação de Órion. A mitologia grega está cheia de detalhes sobre uma mesma lenda. Dependendo da época, da região e do autor, as lendas gregas podem variar muito, ser ambíguas ou contraditórias. A lenda de Órion é um outro exemplo: há duas versões sobre sua origem, mas inúmeras versões diferentes sobre sua vida e morte.

Zeus, Hermes e Poseidon teriam vindo à terra disfarçados de viajantes, para testar a bondade dos homens. Para nossa sorte, foram bater à porta de um velho solitário chamado Hyrieus, que mesmo sendo muito pobre acolheu os deuses e, sem saber de sua real natureza, tratou-os muito bem, como mandavam as tradições de hospitalidade. Hyrieus matou um boi e assou para os deuses, dando-lhes até a comida que lhe faria falta. Comovidos com a bondade do velho, os deuses revelaram-se e lhe concederam um pedido. Já viúvo, o velho queria muito ter um filho. Então Zeus mandou que fizesse uma bolsa com a bexiga do touro, que os gregos chamavam de úrion. Dentro dela, deveria colocar os órgãos do animal e enterrá-la.
Hyrieus fez como Zeus havia lhe dito e da bolsa nasceu um menino. Obviamente, não era um menino normal. Órion cresceu e tornou-se um gigante. Era tão alto que poderia atravessar os mares, ainda com a cabeça fora da água, como descreve o poeta latino Virgílio, na Eneida:
"Como Órion, de espáduas fora d’água,
Rasga a pés de Nereu o imenso lago".


Órion tornou-se um exímio caçador, e com isso, chamou a atenção de Ártemis, deusa grega da caça, que se apaixonou pelo caçador. O irmão gêmeo de Ártemis, Apolo, não aprovava o namoro dos dois e enviou um escorpião gigante para matar Órion.
O caçador e o escorpião travaram uma violenta batalha, até que Zeus resolveu intervir e colocou os dois no céu como constelações. Para evitar que continuassem lutando, foram postos em lados opostos. Assim, quando um deles está nascendo no Leste, o outro esconde-se no Oeste.

No céu, Órion é visto rodeado por animais. Ele parece estar em batalha com o Touro. Os dois estão frente a frente e parece que estão prestes a colidirem violentamente. Aos pés de Órion está a lebre, Lepus. Ao lado, os dois cães de caça que o acompanhavam: o Cão Maior e o Cão Menor. É na constelação do Cão Maior que está a estrela Sírius, a mais brilhante do céu. Sírius seria também o nome do cão de Órion.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário